Curso Superior de Tecnologia em Alimentos

HISTÓRICO

O “Curso Superior de Tecnologia em Alimentos” foi criado oficialmente por meio da Resolução nº 54, de 1º de julho de 2010, do Conselho Universitário/UFMS, com sua implantação no 1º semestre de 2011.

Em 2014, o curso recebeu o reconhecimento pelo MEC, com média 4. É um curso noturno com duração de 3 anos, cuja estrutura curricular é fundamentada nas características socioeconômicas do Estado de Mato Grosso do Sul. Possui como focos principais disciplinas tecnológicas relativas aos processos de industrialização dos produtos de origem vegetal e animal e também de abrangência gerencial. Até meados dos anos 90, o Centro de Ciências Biológicas e da Saúde – CCBS/UFMS congregava docentes com formação em Farmácia, Educação Física, Ciências Biológicas, Medicina, Medicina Veterinária, Zootecnia, Enfermagem, Química e Odontologia, quando iniciou a contratação de professores com interesse na área de Alimentos com formação do Departamento de Tecnologia de Alimentos e Saúde Pública.

A Unidade de Tecnologia de Alimentos e Saúde Pública (UTASP) abriga os laboratórios de Físico-Química, Processamento de Alimentos, Processamento de Alimentos de Origem Animal e Microbiologia de Alimentos. A Unidade de Tecnologia de Alimentos (UNITAL), inaugurada em 2017, contém áreas independentes para produtos de origem vegetal e animal e salas de aula.

A oferta do curso justifica-se pelo crescente número de empresas no setor alimentício, aumentando, consequentemente, a demanda de recursos humanos com conhecimento técnico nesta área. Este profissional é importante nas discussões acerca das atuais mudanças do setor produtivo pois exerce influência direta em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, produção e processamento de alimentos, marketing e comércio, com vistas à promoção da Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) e o desenvolvimento sustentável.

Visando atingir os objetivos essenciais de aprimoramento do ensino, o Curso Superior de Tecnologia em Alimentos vem se inserindo ativamente nas atividades de pesquisa e de extensão, estimulando o desenvolvimento de novos produtos associados a preservação dos recursos naturais do meio ambiente de Mato Grosso do Sul, especialmente da fauna e flora do Pantanal e do Cerrado, promovendo ações de relevâncias social e econômica nas áreas de carne, laticínios, grãos e frutos, sobretudo a partir da polpa de frutos e sementes nativos, tais como arroz pantaneiro, bocaiuva, jatobá, guavira, baru, jenipapo, entre outros.

Bocaiúva

Fruto  Bocaúva

Bacuri

Fruto Bacuri

Araticum

Fruto  Araticum

Guavira

Fruto Guavira


Informações do Curso

 

 


Notícias - Alimentos


1º Simpósio Sul-Mato-Grossense de Tecnologia e Engenharia de Alimentos “A formação interdisciplinar do engenheiro enquanto agente gestor e inovador”

A 11ª turma de Engenharia de Alimentos está organizando o 1º Simpósio Sul-Mato-Grossense de Tecnologia e Engenharia de Alimentos “A formação interdisciplinar do engenheiro enquanto agente gestor e inovador”, que será realizado de 03 a 06 de novembro de 2020, em Dourados MS. As inscrições já estão disponíveis no site, com valor promocional até o […]

RESULTADO DO PROCESSO DE SELEÇÃO DE MONITORES PARA O PROGRAMA DE MONITORIA DE ENSINO 2020-1

A DIRETORA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS, ALIMENTOS E NUTRIÇÃO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL, no uso de suas atribuições legais, de acordo com a Resolução Coeg nº 342, de 22 de junho de 2015, e considerando o Edital Prograd nº 79, 12 de março de 2020, e o Edital FACFAN […]

RESULTADO DO PROCESSO DE SELEÇÃO DE MONITORES PARA O PROGRAMA DE MONITORIA DE ENSINO 2020-1

A DIRETORA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS, ALIMENTOS E NUTRIÇÃO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL, no uso de suas atribuições legais, de acordo com a Resolução Coeg nº 342, de 22 de junho de 2015, e considerando o Edital Prograd nº 79, 12 de março de 2020, e o Edital FACFAN […]